Material genético humano não pode ser patenteado

A Suprema Corte dos EUA tomou uma decisão muito positiva para a comunidade científica: uma decisão mista num processo relativo a patentes detidas pela Myriad Genetics.
 Em outras palavras, se um grupo de cientistas descobrir um marcador genético ou função específica específica de um gene humano natural,  não poderá ser patenteado para fins comerciais.

Sendo assim:  O material genético produzido sinteticamente pode ser patenteado, mas que os genes extraídos do corpo humano, conhecido como DNA isolado, não.

Uma empresa americana chamada Myriad Genetics cuja atividade foi baseada justamente sobre isso. Myriad identificou dois genes que definem a tendência para o câncer de mama e tinha patenteado. O lucrativo e “ético” negócios da Myriad chega ao fim.

A decisão pelo menos, faz com que grande parte da pesquisa genética saia dos tribunais, que na verdade sem meias palavras esse mundo das patentes comerciais só tem gananciosos e mercenários.

Lembram desse filme?

Fonte: reuters

Anúncios
Esse post foi publicado em Ciência. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s