EUA manipularam a Sífilis nos agricultores negros intencionalmente

“Não temos mais interesse nestes pacientes até que eles morram.” – Tuskegee Syphilis Study Doctor

Em poucas palavras

Em 1932, os Estados Unidos iniciaram um estudo sobre os efeitos da sífilis em homens negros. Em 1940, foi descoberta a cura. Ao invés de dizer aos seus pacientes, os médicos do estudo mantiveram em segredo, o que resultou na morte de centenas de pessoas.

Resumo da historia

Oitenta e um anos atrás os médicos norte-americanos começaram um experimento de longo prazo para obter uma visão muito necessária para sífilis. Em 1932, a doença era uma assassina incontrolável, devastando comunidades e matava milhões de pessoas a cada ano. O Tuskegee estudos recrutou 399 homens negros infectados, em troca de cuidados médicos, alimentos gratuitos. Logo se tornou-se um campo minado na ética, quase que imediatamente.

Desde o início, a natureza da doença foi mantida em segredo dos pacientes. Eles foram informados de que tinham “sangue ruim” um termo local para várias doenças que incluem a sífilis, anemia e fadiga. Eram dado placebos para combatê-la. A razão para isso é desagradável: os pesquisadores não tinham interesse em curar os homens, estavam mais interessados ​​em simplesmente vê-los morrer. Assim, quando a penicilina foi encontrada para curar sífilis no início dos anos 40, os resultados foram mantidos em segredo dos participantes do estudo.

O resultado foi muito triste para estas pessoas, elas morreram de uma dolorosa doença tratável. Quando alguns médicos foram questionados da ética , eles informaram: A América precisava dos cadáveres para autópsia. O programa tinha que continuar até que cada paciente tivesse morrido, os pacientes se encontravam-se desfigurados ou enlouquecidos pela infecção.

Em 1972 o experimento foi tornado público. Em resposta à reação, o governo pediu desculpas publicamente e pagou US $ 9 milhões em indenização. Mas, então o dano já havia sido feito. Tuskegee era nada menos do que um todo-poderoso e fizeram retroceder as relações raciais por décadas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Fatos interessantes. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s