O Lobo Errante, Crianças da Alemanha Nazista

A atitude para com as crianças lobo na Lituânia não era nada unida. Em algumas casas, eles cozinhavam uma grande terrina de sopa para os refugiados a cada dia. Em outros, no entanto os agricultores soltava  os seus cães -. Ruth Leiserowitz



Em poucas palavras


Quando o Exército Vermelho assumiu o controle da Prússia Oriental em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, milhares de crianças órfãs foram forçadas a fugir das cidades e entrar nas florestas da Lituânia em busca de comida e abrigo.. Eles ficaram conhecidos como filhos de lobo, porque eles faziam viagens regulares noturnas entre a Alemanha, Polônia e Lituânia para evitar a detecção Soviética.

Resumo da história

Quando se tornou claro que o Terceiro Reich ia cair, Hitler imposta uma lei que impedia os cidadãos de deixar a Alemanha. A lei fez com que muitas famílias a sofrer e milhares de crianças órfãs foram forçados a fugir para florestas da Lituânia . As crianças se uniram, formaram pequenas comunidades,imploravam por comida e roubavam a fim de permanecerem vivo.
Os grupos de crianças tiveram que evitar a detecção Soviética, se fossem pegos eles seriam forçados a trabalhar para a Rússia. Em alguns casos, os agricultores lituanas ofereciam comida as crianças em troca de trabalho. Os sortudos foram adotados por famílias de bom coração ​​e cresceram na Lituânia, Proibidas de falar alemão, para que o exército soviético não as notasse, receberam nomes lituanos e foram naturalizadas. . Os moradores chamavam eles de “Vokietukai” (“pouco alemães”) e milhares de crianças ficaram assentadas no país em consequência da guerra.
Segundo alguns relatos essas crianças caminhavam na media de 20Km por dia, no inverno elas sofriam muito. A maioria morreram de fome, doenças, infestadas de piolhos etc.. As mesmas comiam o que achavam ratos, cadáveres, restos em lixeiras.
As histórias que documentam as crianças lobo não foram a público até a dissolução da União Soviética, que teve lugar em 26 de dezembro de 1991. Após a Segunda Guerra Mundial, a posição oficial dos soviéticos que nenhum alemães viviam nas zonas ocupadas da Polônia, Alemanha e Lituânia. Hoje, cerca de 100 crianças lobo ainda vivem na Lituânia como adultos. Alguns tentaram recuperar a cidadania alemã, mas o governo alemão recusou os pedidos. Lituânia, por outro lado, adotou essas pessoas e forneceu-lhes uma pensão.
Atualmente, vivem algumas dezenas destas pessoas na região. São pessoas muito pobres, analfabetas e esperam agora serem naturalizadas alemãs. Mas tem sido difícil. Como diz Ursula Dorn, “fomos esquecidos, ninguém se preocupou conosco”.

Fonte: O Projeto Wolfskinder

Anúncios
Esse post foi publicado em Fatos interessantes. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s